Abertura do Jubileu em Bolonha

Palavras de Frei Gerard Timoner OP, Mestre da Ordem em Bolonha, 06/ 01/ 2021

Acabamos de celebrar a Eucaristia, o sacramento de ação de graças a Deus pela graça da sua Epifania, a sua revelação como “Lumen Gentium”: Luz das nações. De maneira especial agradecemos a Deus por ter doado a nós São Domingos, o fundador e primeiro frade da Ordem dos Pregadores, que nós chamamos com devoção “Lumen Eclesiae”: luz da Igreja. Celebramos com simplicidade, nesta Epifania, a manifestação do amor e da solicitude do Senhor para com São Domingos e para com a Família Dominicana, há mais de oitocentos anos.

O primeiro elemento que Deus criou foi a luz e é maravilhoso o fato de como o movimento de muitas criaturas está influenciado pela luz. Os cientistas chamam este movimento de “fototaxia”, quer dizer: o movimento que se orienta na direção de uma fonte de luz. A fototaxia é positiva quando um organismo, vegetal ou animal, se orienta na direção da luz. Temos fototaxia negativa quando se afasta da luz.

São Domingos é “lumen Eclesiae” porque toda a sua vida se orientou na direção de Cristo, “Lumen Gentium”. Como luz, São Domingos pode ser comparado com a lua, mais do que com o sol. Jesus é a única Luz verdadeira do mundo e como todos nós, batizados em Cristo, São Domingos simplesmente reflete a luz de Cristo. Este é o que os Padres da Igreja chamam de “ministério lunar”, que consiste em refletir a Luz de Cristo, assim como a lua reflete a luz do sol.

Sabemos que a intensidade de luminosidade da luz da lua depende da sua posição com relação ao sol. A intensidade da luz que temos depende, sobretudo, do nosso relacionamento com Cristo. São Domingos é “lumen Eclesiae” porque toda a sua vida está orientada e exposta a Cristo. Nada tem nele que bloqueie a luz que vêm de Cristo, e por causa disso, Domingos reflete esta luz de maneira mais completa e luminosa.

Hoje celebramos a abertura do Jubileu do nascimento para a vida eterna de São Domingos, “lumen Eclesiae”. Em nome da Ordem Dominicana, agradeço sua eminência o cardeal Matteo Zuppi, por ter presidido a celebração desta Eucaristia. Agradeço também pelo apoio constante e total que vem dando para a celebração deste Jubileu e pela sua amizade e proximidade com os dominicanos.

Agradeço também as autoridades civis e religiosas e todas as pessoas que colaboraram para preparar e animar esta Liturgia. Agradeço a Frei Fausto Arici, Prior Provincial da Província São Domingos na Itália, Frei David Pedone, Prior deste Convento, no qual descansam os restos mortais de São Domingos e a todos os frades que organizaram esta celebração. Agradeço a Frei Philip Wagner, Presidente do Comitê para o Jubileu, por ter organizado a celebração jubilar nestes tempos incomuns. Agradeço a Frei Bruno Cadoré, que encaminhou esta preparação junto com Frei Gianni Festa, Postulador Geral da Ordem.

Obrigado a todos vocês queridos irmãos e irmãs. Meus votos de uma boa celebração do Ano Jubilar!

Frei Gerard Timoner OP

(via Justiça e Paz OP-Brasil)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: